Cirurgia bariátrica e contracepção.

*Relacionado com o post publicado anteriormente em 09/09/2020

A cirurgia bariátrica requer atenção especial:

Dra Claudiani Branco fala sobre os riscos da cirurgia bariátrica e da concepção.Imagem: National Cancer Institute no Unsplash.
  • A perda de peso após a cirurgia pode melhorar a regularidade menstrual e consequentemente a fertilidade.
  • Há uma necessidade de se adiar a gestação após a realização da cirurgia bariátrica.
  • Consensos recomendam que a gestação seja evitada por 12 -24 meses após o procedimento.
  • Mulheres submetidas à cirurgia bariátrica necessitam de contracepção eficaz e de longo prazo.
  • Métodos como pílulas, adesivo transdérmico, anel vaginal, injetável mensal não são recomendados para pacientes obesas que serão submetidas a cirurgias.
  • Após a cirurgia, a depender da técnica utilizada, medicamentos orais podem ter sua absorção prejudicada.
  • Métodos não orais e que não impactem no risco cardiovascular e peso são novamente as melhores opções, são eles: DIU de cobre, DIU hormonal e implante.
  • Devemos ter certa atenção com o DIU de cobre, pois cerca de metade das pacientes após a cirurgia apresentam anemia que pode ser agravada pelo aumento do fluxo menstrual provocado pelo DIU de cobre.
  • Por outro lado, o DIU hormonal reduz o sangramento menstrual, sendo vantajoso para essas mulheres.

Se tiver mais dúvidas sobre cirurgia bariátrica e gravidez, fale comigo:

Tempo de espera para Tentantes

É o período em que o casal tenta a gravidez de forma espontânea e não utiliza métodos contraceptivos. Durante esse tempo, não se pode considerar ainda o diagnóstico de infertilidade, pois é considerada normal certa demora para a concepção. Após esse período de tentativas sem sucesso, o médico ginecologista deve ser procurado para a realização de exames como parte da pesquisa básica de infertilidade.

Pesquisas apontam que, para casais em que a mulher tem até 35 anos de idade, a probabilidade mensal de que consigam engravidar é de 20%. Isso significa que cerca de 85% dos casais nessas condições devem obter êxito, dentro do tempo de espera necessário.

Dra Claudiani Branco explica aos casais Tentantes o tempo de espera, e como ele varia de acordo com a idade da mulher. Foto por Jonathan Borba no Unsplash.

O tempo regular de espera varia conforme a idade da mulher. Para mulheres até os 35 anos de idade, o período a partir do qual se deve procurar orientação médica deve ser de pelo menos um ano, mantendo-se relações sexuais frequentes principalmente na janela fértil da mulher. A janela fértil, também conhecida como período de ovulação, acontece entre o 12˚e o 15˚ dia do ciclo menstrual para a maioria das mulheres.

Com o passar do tempo, especialmente depois que a mulher atinge 35 anos de idade, as chances de gravidez vão diminuindo gradativamente. Assim, o tempo de espera de uma gravidez espontânea segue a seguinte tendência:

IdadeTempo de EsperaProbabilidade de Infertilidade
35 a 38 anos6 meses11%
39 aos 40 anos4 meses11%
40 aos 43 anos3 meseschegando a 33%
a partir dos 44 anos2 meses87%

Quer saber mais sobre meu trabalho com casais buscando a primeira gravidez? Converse comigo: